Debate encerrou o ciclo de mesa-redondas do TC 13

Quinta-Feira, 04/05/2017, 08:53:06 - Atualizado em 04/05/2017, 08:53:06

A valorização da base em primeiro lugar (Foto: Antonio Melo)
A valorização da base em primeiro lugar (Foto: Antonio Melo)

Contribuindo com a evolução do futebol paraense, ao promover a discussão de assuntos pertinentes ao esporte, na noite de ontem, o Troféu Camisa 13 finalizou sua programação de mesas-redondas, com o 3° Debate Bola. Com o tema: “A formação de base no futebol paraense”, o debate contou com a presença de um grande público, dentre eles, jovens atletas que buscam, através de um bom acompanhamento, conseguir se tornar um jogador de futebol. “É importante falar desse assunto, pois isso nos estimula a buscar o nosso sonho”, comentou o estudante Fernando Abimael, de 17 anos, que marca presença em peneiras.

Contando com os representantes das bases do Castanhal, Clube do Remo e Paysandu, o debate serviu para mostrar como está o trabalho dentro das equipes. 

Conforme explicou o presidente do Castanhal, Hélio Paes Júnior, o fato de ter sido jogador, e ter iniciado a carreira muito cedo, ajuda a ter essa visão da valorização da base. “No Castanhal, já estamos dando seguimento ao projeto do novo Centro de Treinamento do Ninho do Japiim”, diz. “Sabemos que o custo não é barato, mas é pouco comparado com o que se almeja. Hoje contamos com 5 campos, o que serve de grande aparato para os jovens”, diz o presidente do Japiim.

De acordo com o coordenador da base do Remo, João Nasser, para suprir a falta de estrutura, é disponibilizada à base do clube, toda atenção que envolve os componentes de desenvolvimento do atleta. “Realizamos um trabalho que permite ao jovem fazer os ciclos necessários para a elevação do profissional. Desde a transição do futsal para o campo. Por isso, focamos o ensinamento prático e teórico para o aprendizado contínuo do atleta”, enfatiza João.

Encerrando as discussões, o representante da gestão de base colegiada do Paysandu, Ivan Corrêa, destacou o papel do clube em fazer um bom trabalho social com atleta, formando, acima de tudo, pessoas. “Hoje, é necessário sempre promover o ser social. Em termos de estrutura, contamos com alguns campos, como o de Benfica, que conta com uma estrutura boa. Já estamos dando sequência na construção do nosso CT, que será o nosso grande diferencial futuramente”, encerra o gestor.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)

gamepad

Vista a Camisa 13

Você pode vestir a camisa mais importante do esporte paraense.

Participe

thumb_up

GOL DA RODADA

Vote no melhor Gol da Rodada. Os melhores vão concorrer ao Gol Placa 13.

Participe

directions_run

GOL DO INTERNAUTA

Envie seu vídeo com o GOL mais bonito do time de futebol da pelada ou da quadra. Ele pode ser premiado!

Participe

Patrocínio:

 

 

 

 

 

Realização:

Coordenação: