25ª edição do Troféu Camisa 13 foi um sucesso

Quarta-Feira, 10/05/2017, 09:08:31 - Atualizado em 10/05/2017, 09:08:31

"Chegar aos 25 anos de um evento é difícil. Chegar a essa idade com sucesso é mais difícil ainda", Camilo Centeno, diretor-geral da RBA (Foto: Jader Paes)

Regada com muita euforia, na noite de ontem, a 25ª edição do Troféu Camisa 13 correspondeu às expectativas ao proporcionar, em sua cerimônia de premiação, uma festividade de reconhecimento e confraternização ao esporte paraense, premiando a seleção do Parazão 2017 e valorizando o esporte amador. 

Contando com a presença de jogadores e comissões técnicas da competição paraense, o evento ainda reuniu personalidades ligadas ao esporte estadual, por meio de federações desportivas. 

Veja como foi a festa

O segredo para o sucesso é o grande modelo democrático, com a participação massiva dos torcedores, como informou o diretor-geral do Grupo RBA, Camilo Centeno. “Chegar aos 25 anos de um evento é difícil. Chegar a essa idade com sucesso é mais difícil ainda. E isso se atribui ao trabalho em conjunto realizado com a nossa torcida, que é apaixonada e que nos dá a honra de realizar esse evento, que chega às suas bodas de prata”, destaca Camilo Centeno.

SELECÃO DO PARAENSE

Dentre a onzena que compôs a seleção do estadual, estavam presentes o meia-atacante Flamel e o volante Rodrigo Andrade, atletas de Remo e Paysandu, respectivamente, que foram agraciados com dois troféus cada, após uma boa temporada. “É uma honra receber essa atribuição dos torcedores, ainda mas vestindo uma camisa pesada como a do Remo”, ressalta o atleta azulino, que faturou o prêmio da posição de origem e de craque do campeonato. “É muito importante essa premiação, por nos fazer querer ser um atleta melhor cada vez mais”, destaca o jovem jogador bicolor, que também faturou a estatueta de revelação.

Entre as categorias mais aguardadas da noite, estavam a ‘Destaque Amador’, que ficou com o jovem do karatê, Enzo Pantoja da Silva, promessa do esporte. Na categoria “Gol Placa 13”, após a seleção de 5 golaços na temporada, o prêmio foi para o atacante Bérgson, do Paysandu, após o belo gol em cima do Castanhal, na 1ª rodada. 

Nos principais momentos da noite, um homem e uma mulher receberam o foco. Fundadora da Federação Paraense de Ginástica, Célia Santos recebeu o prêmio de “Personalidade Desportiva”, pela sua grande contribuição ao desenvolvimento da modalidade no estado. Já no encerramento, as homenagens se direcionaram a um dos atletas mais talentosos que já atuou no futebol paraense. Sandro Goiano, ex-jogador de Tuna e Paysandu, recebeu o prêmio de “Recordista”, por sua grande contribuição ao esporte. “Só tenho a agradecer ao Grupo RBA pela homenagem e por mais essa conquista na minha carreira”, cita, emocionado, o ex-jogador de futebol.

PRESENÇA DE GALA

A festividade ainda contou com a presença das Musas do Parazão, e com o rito de repasse de faixas às atuais rainha e princesa deste ano, Alessandra Palheta Monteiro e Gislanne Enara Ferreira, respectivamente torcedoras de Paysandu e Remo.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)

gamepad

Vista a Camisa 13

Você pode vestir a camisa mais importante do esporte paraense.

Participe

thumb_up

GOL DA RODADA

Vote no melhor Gol da Rodada. Os melhores vão concorrer ao Gol Placa 13.

Participe

directions_run

GOL DO INTERNAUTA

Envie seu vídeo com o GOL mais bonito do time de futebol da pelada ou da quadra. Ele pode ser premiado!

Participe

Patrocínio:

 

 

 

 

 

Realização:

Coordenação: