Paysandu: não tem nada perdido, ainda tem 90 minutos!

Sábado, 07/04/2018, 10:29:53 - Atualizado em 07/04/2018, 10:57:51

Meia Danilo Pires (direita) pede um voto de confiança ao torcedor bicolor para que vá ao Mangueirão e empurre o time no Re-Pa (Foto: Fernando Torres/Paysandu)
Meia Danilo Pires (direita) pede um voto de confiança ao torcedor bicolor para que vá ao Mangueirão e empurre o time no Re-Pa (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

Cotado para entrar jogando o Re-Pa decisivo de amanhã, no Mangueirão, o meia Danilo Pires não esconde o seu otimismo quanto a volta por cima do time bicolor, que precisa vencer por dois gols de diferença para levantar, após os 90 minutos, o título do Parazão 2018. 

“O que nos importa hoje é a vitória e vamos lutar do início ao fim para conseguirmos esse objetivo”, lembrou Pires. A confiança do apoiador é tanta que ele praticamente ordenou a ida do torcedor do Papão ao estádio. “Peço a ele que vá para nos apoiar e para sair do estádio como campeão paraense”, prometeu.

O meia adotou o mesmo discurso do técnico Dado Cavalcanti e dos demais companheiros de elenco, tentando não perder a esperança. “Esse é um momento de dedicação ao máximo. Não tem nada perdido. Temos um jogo pela frente que é a grande final”, salientou. “Temos total consciência de que no domingo podemos mudar essa história”, afirmou Pires, se reportando ao fato de o Papão ter perdido não só o primeiro clássico da decisão do Parazão, mas as duas partidas anteriores contra o maior rival, valendo pela fase classificatória do campeonato.

O fato de o Papão ter saído de campo, no domingo passado, derrotado, não significa, na opinião do meia, que o trabalho feito na Curuzu não esteja dando frutos. 
“As pessoas podem pensar que está tudo errado. Mas neste último clássico dominamos praticamente o jogo inteiro”, avaliou. “Tivemos muitas oportunidade e só furamos o bloqueio deles uma vez. Eles tiveram duas oportunidades e souberam aproveitar. Agora temos de ter mais vontade e acerto que o adversário”, recomendou Danilo Pires.

Torcida se anima para mostrar motivo de ser ‘Fiel’

Quem imagina que o torcedor do Paysandu está alheio ao Re-Pa de amanhã, levando em conta as três derrotas sofridas pelo time diante do maior rival, a última delas na abertura da final do Campeonato Paraense, poderá ter uma surpresa com a presença de público no lado bicolor no Mangueirão. Ontem, os postos de venda de ingressos do clube, num total de 17,5 mil bilhetes, nos valores de R$ 40 (arquibancada) e R$ 60 (cadeira), tiveram uma boa presença de torcedores. Desde a terça-feira, quando foram iniciadas as vendas na maioria dos postos, a procura vinha sendo apenas discreta, dando a entender que havia o desinteresse do torcedor.

Ontem, com a abertura de mais um posto de venda, o do estádio da Curuzu, que junto com o da sede social são os mais tradicionais, o número de pessoas e a procura de entrada sofreu um bom aquecimento, o que deve aumentar por todo o dia de hoje.

A diretoria bicolor não divulgou o número de bilhetes que foram vendidos nos últimos quatro dias. No Re-Pa passado, o público do Paysandu, no Mangueirão, ficou abaixo daquele que foi registrado no do maior adversário. O clube levou um total de 7.993 torcedores pagantes ao estádio, incluídos os 3.088 filiados ao projeto Sócio Bicolor. Os azulinos arrastaram um público pagante total de 8.026, sendo que destes, 1.903 foram sócios torcedores.

(Nildo Lima/Diário do Pará)

gamepad

Vista a Camisa 13

Você pode vestir a camisa mais importante do esporte paraense.

Participe

thumb_up

GOL DA RODADA

Vote no melhor Gol da Rodada. Os melhores vão concorrer ao Gol Placa 13.

Participe

directions_run

GOL DO INTERNAUTA

Envie seu vídeo com o GOL mais bonito do time de futebol da pelada ou da quadra. Ele pode ser premiado!

Participe

Patrocínio:

 

 

 

 

 

Realização:

Coordenação: