Tuna e Tiradentes tentam ressurgir no cenário local

Segunda-Feira, 20/08/2018, 07:35:11 - Atualizado em 20/08/2018, 07:55:15

(Foto: Irene Almeida/Diário do Pará)
(Foto: Irene Almeida/Diário do Pará)

Na manhã de ontem, no estádio do Souza, em Belém, Tuna Luso e Tiradentes se enfrentaram em jogo preparatório para a definição das duas equipes que irão atuar pelo Campeonato Paraense da Segunda Divisão, com previsão para começar no final de setembro. Para a alegria dos torcedores cruzmaltinos, que apareceram em bom público, após tanto tempo sem verem seu time de coração, os donos da casa venceram o duelo por 1 a 0. Mesmo com o placar favorável, a atuação tunante não deve ter convencido a nenhum dos presentes.

Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira!

Há pouco mais de um mês montando e dando forma às equipes, tanto a Tuna como o Tiradentes demonstraram falta de entrosamento em campo. Em um jogo sem competitividade e, por vezes, sem organização tática/técnica, o primeiro tempo do confronto mais pareceu uma pelada do que uma partida entre aspirantes à elite do Paraense. Sem noção de espaço e apenas com lampejos individuais, os 45 minutos iniciais se limitaram a uma disputa no meio-campo. Não à toa, a única jogada consciente acabou originando o gol, aos 14 minutos, após cruzamento de Léo Rosa para cabeçada de Raygol.

Mesmo com a vantagem, o Tiradentes tinha mais a posse de bola, sobretudo pelas beiradas. Contudo, os dois times brincaram de errar passes e finalizações, além de lances de bola parada. Na etapa final, as coisas mudaram. Na tentativa de ampliar o placar e liquidar a fatura, o treinador Junior Amorim alterou o sistema tático de dois para três atacantes, com a presença mais próxima de Tiago Mandi no setor ofensivo. Dessa maneira, a Tuna passou a agredir e dominar todo o segundo tempo. No entanto, a falta de capricho no toque final desperdiçava todas as infiltrações dos mandantes. 
Com isso, o treinador mexeu em toda a onzena. O mesmo ocorreu pelo lado do Tigre, que, com exceção do capitão Lucas Matheus, foi todo substituído. A melhor chance da Tuna no segundo tempo foi com Debu, que depois de arrancar pela direita, na pequena aérea, chutou em cima do goleiro adversário. Dagoberto, pelo Tigre, no último minuto, desperdiçou a oportunidade de conquistar o empate.

Junior Amorim tirou suas primeiras impressões do elenco cruzmaltino

Sempre com expectativa grande ao entrar em campo devido à sua tradição no Estado, o foco no amistoso de ontem, foi exclusivo na Tuna Luso. No entanto, com jogadores experientes e com passagem entre os clubes vizinhos de avenida, a primeira impressão tunante não foi tão positiva como se esperava. Enfrentando um rival que tinha jogado um dia antes, os donos da casa penaram para sair de campo com o triunfo.

Para o treinador Junior Amorim, que foi o escolhido pela diretoria para reerguer o clube e levá-lo à elite do Estadual, a exemplo da campanha que fez em 2016 com o Pinheirense, com o acesso e título da mesma competição, a equipe tem tudo para dar bons frutos na Segundinha. “Nós montamos um elenco a dedo, com valores e jogadores experientes. É o primeiro jogo e acreditávamos que a falta de entrosamento iria acontecer. Mas ainda teremos outros jogos amistosos e não tenho dúvida que o time ainda vai crescer de produção. Estamos no caminho certo”, destacou.

Autor do único gol da partida, o centroavante Raygol honrou o apelido ao ter feito o primeiro tento com a camisa lusa e ajudado o seu time a sair vencedor. De acordo com o jogador, a partida foi positiva pela dificuldade do rival. “Foi um teste bom para nós. Tivemos um rival forte, bem treinado. Graças a Deus vencemos e pude deixar a minha parcela de contribuição”, disse.

O outro lado

Assim como a Tuna Luso, o Tiradentes também participará da Segundinha do Campeonato Paraense deste ano. Dessa maneira, o amistoso de ontem, mesmo com a derrota no placar, a comissão técnica da equipe, ficou, de certa forma, animada pelo desenrolar geral no jogo. Conseguindo impor o ritmo diante do rival, especialmente no primeiro tempo, e com a torcida totalmente contra, o elenco do Tigre, que é composto por jovens, tem todas as características necessárias para brigar por uma vaga de acesso, destacou o treinador Fábio Coelho.

“Futebol é isso? Um ganha, outro perde. Mas é algo que temos que tirar proveito, é um grupo de jovens, que está tendo oportunidade agora e não se intimidou. Vamos nos preparar e entrar para conquistar o nosso objetivo”, destacou o comandante, adiantando que o Tiradentes disputará novos amistosos.

As equipes entraram em campo com as seguintes formações:

Tuna Luso: Axel; Léo Rosa, Dedé, Jeferson Jari e Samuel; Cabecinha, Leandrinho, Tetê e Mandi; Fabinho e Raygol. Técnico: Júnior Amorim.

Tiradentes: Ângelo; Rafael Fernandes, Neto Guerreiro, Lucas Matheus e Lucas Sá; Rodrigo Castanhal, Fernando, Erick e Juninho; Doki e Beto Pereira. Técnico: Fábio Coelho.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)

gamepad

Vista a Camisa 13

Você pode vestir a camisa mais importante do esporte paraense.

Participe

thumb_up

GOL DA RODADA

Vote no melhor Gol da Rodada. Os melhores vão concorrer ao Gol Placa 13.

Participe

directions_run

GOL DO INTERNAUTA

Envie seu vídeo com o GOL mais bonito do time de futebol da pelada ou da quadra. Ele pode ser premiado!

Participe

Patrocínio:

 

 

 

 

 

Realização:

Coordenação: