Nos pênaltis, Bragantino vence o Paysandu e fica com 3º Lugar do Parazão 2019

Sábado, 13/04/2019, 18:02:03 - Atualizado em 13/04/2019, 22:51:15

Times duelaram na noite deste sábado na Curuzu e no tempo normal ficaram em 1x1 (Foto: DOL)
Times duelaram na noite deste sábado na Curuzu e no tempo normal ficaram em 1x1 (Foto: DOL)

Em jogo que teve chuva e queda de refletores, o Bragantino precisou dos pênaltis para vencer o Paysandu por 5 a 3 após empatar em 1 a 1, no tempo normal. O resultado no jogo deste sábado (13), no estádio da Curuzu, em Belém deu ao time de Bragança uma vaga na Copa do Brasil de 2020.

VEJA COMO FOI O JOGO

Os poucos torcedores que foram ao estádio Vovô da Cidade viram logo um jogo bem movimentado no inicio. Logo no primeiro lance, Paulo Rangel recebeu passe de Diego e chutou para defesa de Axel. A resposta do Bragantino veio logo em seguida: em jogada de Bruno Limão, a bola bateu na trave assustando os bicolores.

Logo em seguida, o Paysandu perdeu o lateral Bruno Oliveira, que sentiu uma lesão e deixou o campo com 20 minutos de jogo e a mudança melhorou o time bicolor. Diego foi acionado e fez boa jogada, mas parou na marcação do Tubarão.

O Bragantino desperdiçou oportunidade de gol com Mauro Ajuruteua, que aos 26 minutos ficou de frente para o goleiro e a bola parou no camisa 1 Mota, do Paysandu.

O bicolor ainda teve duas chances antes do fim do primeiro tempo: primeiro foi com Nicolas, que chutou e a bola desviou na zaga e logo em seguida, Micael apareceu em cobrança de escanteio e chutou para defesa do goleiro Axel.

O segundo tempo começou com o Bragantino desperdiçando grande oportunidade: Fidélis faz boa jogada e tocou para Lukinha, que de cara para o gol mandou por cima. O Paysandu ainda tentou marcar com Nicolas, mas a zaga do Tubarão desarmou a jogada.

Aos 24 minutos, a partida foi paralisada: uma pane em um dos refletores no estádio da Curuzu acabou paralisando o jogo

A partida ficou parada por 30 minutos e quando voltou, a energia veio também para balançar a rede. Aos 32 minutos, o atacante Fidélis recebeu na frente e abriu o placar para o Tubarão do Caeté.

Logo em seguida, o Paysandu pressionou e buscou o gol de empate e ele veio aos 42 minutos da etapa final: em cruzamento na área, Paulo Henrique que entrou logo em seguida marcou o gol de empate e levou a decisão para as penalidades.

Até a terceira série, os jogadores marcaram e na cobrança de Diego, o goleiro Axel defendeu e coube ao lateral Esquerdinha marcar o gol da classificação do Tubarão na Copa do Brasil e além disso, receber a cota de R$ 110 mil, pelo Campeonato Paraense. O Paysandu, quarto colocado recebe R$ 56 mil.

O Bragantino volta a campo na terça-feira (16), quando enfrenta o Vila Nova-GO pela Copa do Brasil e o Paysandu só joga no dia 27, quando enfrenta o Ypiranga-RS, pela Série C.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Mota; Bruno Oliveira (Fábio Alemão), Micael, Victor Oliveira e Diego; Willyam, Marcos Antônio (Paulo Henrique) e Leandro Lima (Alan Calbergue); Vinicius Leite, Nicolas e Paulo Rangel.

Técnico: Leo Condé

BRAGANTINO: Axel; Bruno Limão, Romário, Gabriel e Esquerdinha; Ricardo Capanema, Paulo de Tarso (Keoma), Lukinha e Marco Goiano; Tony Love e Fidélis.

Técnico: Samuel Cândido

ÁRBITRO: Marco José Soares de Almeida

ASSISTENTES: Rafael Bastos Cardoso e Nayara Lucena Soares

CARTÕES AMARELOS: Micael, Victor Oliveira(PSC) ; Fidélis (BRA)

RENDA: R$ 212.715,00

PÚBLICO PAGANTE: 396

PÚBLICO TOTAL: 2313

LOCAL: estádio Leônidas Castro, Curuzu/Belém (PA)

  • E MAIS: Quer comprar material esportivo mais barato? Clique Aqui

(Diego Beckman/DOL)

gamepad

Vista a Camisa 13

Você pode vestir a camisa mais importante do esporte paraense.

Participe

thumb_up

GOL DA RODADA

Vote no melhor Gol da Rodada. Os melhores vão concorrer ao Gol Placa 13.

Participe

directions_run

GOL DO INTERNAUTA

Envie seu vídeo com o GOL mais bonito do time de futebol da pelada ou da quadra. Ele pode ser premiado!

Participe

Patrocínio

 

 

 

 

 

Apoio

 

Realização:

Coordenação: